Perguntas e respostas comuns sobre psicografia no Grupo Noel

Objetivo:

Levantar algumas das questões mais frequentes feitas pelo público frequentador, apresentando respostas claras e curtas, e ao mesmo tempo, identificar e fornecer referências doutrinárias para o grupo de expositores e dirigentes de trabalhos do Grupo Noel.

Breve Histórico:

No inicio, as mensagens psicografadas faziam parte da tarefa do Evangelho do Lar, que consistia na leitura e interpretação do Novo Testamento, realizado todas as terças-feiras, com um pequeno grupo de participantes. As mensagens psicografadas eram escritas pela Dona Martha, e eram endereçadas a alguns dos presentes. Esta tarefa era realizada na residência da Dona Martha.

Perguntas e respostas mais frequentes:

01. Qual a finalidade das mensagens?

O propósito principal é o de trazer algum tipo de consolação às pessoas que procuram o Grupo Noel desejando obter notícias dos entes amados que estão no plano espiritual. Por isso, os espíritos que se comunicam são livres para dizer o que sentirem vontade.

02. Por que é exigida comprovação de parentesco e certidão de óbito para solicitar uma mensagem? Por que há necessidade de comprovar-se que a pessoa está mesmo desencarnada?

Devido ao crescente número de pessoas solicitando mensagem, o Grupo Noel, com orientação dos Benfeitores Espirituais que dirigem as tarefas, implantou um sistema de comprovação para evitar fraudes; problemas com homônimos, impedir que terceiros ( vizinhos,amigos,etc.) solicitem mensagem sem a permissão da família, respeitando aqueles que não aceitam os princípios da Doutrina Espírita.

03. Por que é imposto um tempo mínimo de um ano após a pessoa desencarnar para que a mensagem possa ser solicitada?

O período de restabelecimento e recuperação pelo qual passa o Espírito recém-desencarnado não tem prazo fixo, podendo durar de poucos minutos a anos, ou mesmo séculos. Portanto, muitos espíritos podem ser evocados e darem mensagem antes de um ano, até mesmo horas depois de desencarnados, se assim desejarem e desde que encontrem um médium para fazê-lo . ( Leia mais: - Livro dos Médiuns, Cap. XXV - Das evocações, questão 274 e - Livro dos Espíritos, extinta a vida corpórea, à vida espiritual, secção "Perturbação espiritual" ).

No decorrer dos 30 anos de prática dessa natureza observamos que, para ocorrer uma mensagem consoladora, dentro das propostas de trabalho e das condições disponíveis no Grupo Noel existem alguns condicionantes:

a) Após o desencarne, o espírito leva algum tempo para assenhorear-se de suas novas faculdades. Esse tempo é variável, pode variar de dias a alguns anos. Quanto mais cedo o espírito decide comunicar-se mais capacidade mental dele e flexibilidade do médium são requeridas no processo.

b) Igualmente aos encarnados, os espíritos desencarnados sentem saudades e podem se emocionar ao contato com seus familiares que estão deste lado da vida, por vezes perdendo a oportunidade de transmitir sua mensagem com clareza de pensamento e sentimentos. Esse período de um ano também auxilia nesse amadurecimento emocional.

Assim sendo, após consulta aos Benfeitores Espirituais, decidimos estipular o período de um ano para solicitação da mensagem nos trabalhos do Grupo Noel, para todas as pessoas.

04. Um Espírito de país estrangeiro, pode dar comunicação em seu idioma natal no Grupo Noel?

Os médiuns do Grupo noel não possuem o tipo de mediunidade de psicografia mecânica ou escrita direta, que permitem esta possibilidade. Eventualmente, um médium fluente em Francês, por exemplo, poderá escrever neste idioma apenas se o espírito assim o decidir.

05. Quem são os médiuns que trabalham na psicografia?

São trabalhadores voluntários que, após concluírem as escolas de preparação e de aprimoramento mediúnico, são convidados a participar da tarefa, dentro dos princípios evangélicos e da Doutrina Espírita. ( Leia mais no Livro dos Médiuns, Capítulo XX: A Influência Moral dos Médiuns).

06. Qual é a mediunidade destes médiuns?

Os médiuns do Grupo Noel atuam como escreventes ou psicógrafos, e são intuitivos. Isso significa que a transmissão do pensamento do Espírito comunidade se dá por meio do Espírito do médium, ou melhor, de sua alma.

Não se trata de processo mecânico ou independe da vontade do médium, que assim se mantém consciente o tempo todo, em atitude de concentração ou passividade, para receber o pensamento do Espírito e o transmitir através da escrita. ( Leia mais no Livro dos Médiuns, Capítulo XV : Dos Médiuns Escreventes ou Psicógrafos, questão 180).

07. Quem escolhe o médium que vai receber a mensagem?

Os Benfeitores Espirituais indicam o médium ao dirigente dos trabalhos. A escolha depende dos médiuns presentes no dia da tarefa, da capacidade e flexibilidade de cada médium e do espírito comunicante.

Existem espíritos que não se importam em utilizar vários médiuns, há outros que preferem um ou outro, por questão de afinidade mediúnica.

Cada médium tem suas características que conferem maior ou menor flexibilidade de trabalho.

08. O médium com o um sabe o que está escrevendo?

O médium tem consciência do que escreve, embora não exprima o seu próprio pensamento. É isso que Kardec denomina como médium intuitivo. Por estar consciente o médium sabe o que está escrevendo, por isso se um Espírito desejar usar palavras inadequadas, ásperas ou agressivas, o médium as filtrará.

09. É possível que o solicitante faça pergunta ou converse com Espírito?

Não esse tipo de intercâmbio não é realizado no Grupo Noel. Deixamos a carga do Espírito, dizer o que achar conveniente.

10. Letra escrita é a caligrafia do espírito?

As mensagens são escritas com a caligrafia (letra) do médium e não do Espírito comunicante. A colocação do nome do Espírito ao final da mensagem não representa a assinatura do Espírito.

11.As frases e o vocabulário são diferentes daquelas que o Espírito da pessoa usava quando encarnado? Por quê?

O médium utiliza o seu vocabulário para escrever. Por esse motivo, um Espírito que deseja transmitir um mensagem no Grupo Noel utilizará os recursos mentais do médium.

Como todos estão em evolução, há a possibilidade de que o Espírito tenha modificados seus hábitos e adquirido outros conhecimentos no Plano Espiritual, que lhe conferem outras características, diferentes daquelas que apresentava quando encarnado. ( Leia mais no Livro dos Médiuns: - Capítulo XV: Dos Médiuns Escreventes ou Psicógrafos, questão 180 e - Capítulo XIX: Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas, questão 224).

12.Como eu posso ter certeza absoluta de que a mensagem é do Espírito da pessoa que eu conheci?

Não se pode obrigar ninguém a aceitar aquilo que seu coração ou mente não aceita. Apenas podemos garantir que não buscamos mistificar ou enganar. A questão da identificação do espírito também exige um médium com mediunidade diferenciada, mais flexível. ( Leia mais no Livro dos Médiuns: -Capítulo XXIV: Da Identidade dos Espíritos, questões 256, 258, 272 e - Capítulo XVI: Dos Médiuns Especiais, questão 193).

13. Por que a mensagem é genérica, só fala em amor, perdão e Evangelho? Porque não trata de assuntos da família?

O trabalho visa dar consolação a quem sofre, não visa aconselhamento familiar ou testemunhos de existência da vida após a morte. Por esse motivo, e pelo curto tempo que dispõe para escrever, os Espíritos decidem por manifestar seus sentimentos mais nobres. Também há que se considerar as questões ligadas ao interesse que o Espírito presta a determinados assuntos, que podem ser interessantes para nós, encarnados, mas que para o Espírito representam apenas situações de aprendizado, ou sem relevância ( Leia mais no Livro dos Médiuns: - Capítulo XXIV: Da Identidade dos Espíritos, questões 256, 272).

14. Por que as mensagens são curtas?

Devido a grande quantidade de pedidos por noite, bem como, a duração da reunião que não permite mensagens extensas.

15. Por que na menagem o Espírito diz "nós estamos lhe abraçando" ao invés de "eu estou lhe abraçando"?

Pela "forma de expressão dos médiuns", ou porque o espírito está com outros Espíritos amigos ou familiares, ou porque ele refere-se a si mesmo como parte da humanidade do Plano Espiritual, "nós, os deste lado da vida".

16. Sou médium, como faço para trabalhar na psicografia?

No Grupo Noel, os Benfeitores Espirituais procuram identificar os médiuns que possuem um sincero desejo de ajuda, humildade e abnegação. Um Benfeitor Espiritual assume e responsabilizar-se pelo treinamento do médium, assistindo-o em suas tarefas. Por exigir uma mediunidade flexível e uma capacidade de concentração maior, o treinamento nessa tarefa pode levar alguns anos.

17. Podemos receber mensagens de espíritos que desencarnaram ainda crianças?

Os espíritos que desencarnaram ainda na fase infantil não visitam reuniões mediúnicas sem que estejam acompanhados de um Benfeitor Espiritual. Estes, às vezes, utilizam o médium para dar noticias da crianças. (Leia mais no Livro Obreiros da Vida Eterna - página 82).

18. Como obter notícias de alguém desencarnou recentemente, a menos de um ano?

Pode-se obter notícias, solicitando uma mensagem de um parente já desencarnado há mais de um ano. Em algumas vezes, um Benfeitor Espiritual também dá notícias de quem desencarnou recentemente.

19. Eu posso pedir uma mensagem de um Benfeitor, como Edgar Armond, Bezerra de Menezes, ou de uma personalidade, como Ayrton Senna?

No Grupo Noel é possível uma mensagem somente com a senha, em casos muitos raros um Benfeitor transmite uma mensagem para uma única pessoa.